As hipóteses, as situações e as verdades são como as bolhas de sabão: às vezes românticas, quase sempre instáveis e, incondicionalmente temporárias. Escancarar e descomplicar a tensão de longas justificativas. Por que, depois de um certo tempo, você tem o direito de dizer uma frase e deixar que, se necessário, o bom senso alheio faça o restante.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

trago na alma alguns pássaros;
desses de som limpo,
leve, grave, profundo.
eles me tem em seu canto
(e até em seu silêncio).

orientam esse carnaval de vidas
me livrando das vertigens e de alguns tropeços;

e eu, mais livre e leve,
sigo me equilibrando em suas cordas,
casas, peitos, asas.

3 comentários:

Germano Xavier disse...

Teu blog é uma casa boa.

Por que você faz poema? disse...

Tenho esses pássaros
a me (en)cantar, sempre.

Sônia Brandão disse...

É essa alma cantante que torna leve a vida.

bj